quarta, 01 de junho de 2022 - 16:10h - 5624
“Pode salvar vidas”, diz adolescente sobre projeto social do Corpo de Bombeiros no Conjunto Macapaba
Ação leva aulas de música e acompanhamento familiar para crianças e adolescentes. Um dos objetivos é prevenir a criminalidade.
Por: Claudio Morais
Foto: Criles Monteiro/Secom
Participantes do projeto formarão a banda de música do quartel no habitacional.

Junto com a entrega do novo quartel do Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AP) do Conjunto Macapaba, em abril, o Governo do Amapá implantou o projeto “Música na Comunidade”, que já atende 50 crianças e adolescentes de 10 a 18 anos em situação de vulnerabilidade social. 

Coordenado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o projeto alcança moradores do residencial com aulas de música e acompanhamento familiar - um conjunto que, segundo o coordenador da ação, major Marivaldo Palheta, é essencialmente preventivo contra a violência e a criminalidade.

A promoção da cidadania e a integração com a comunidade estão alinhadas aos investimentos do Governo do Estado para a reestruturação e fortalecimento da Segurança Pública no Amapá. 

VEJA TAMBÉM: Estado Forte, Povo Seguro: Governo do Amapá entrega quartel do Corpo de Bombeiros no Macapaba

“O aprendizado das crianças e adolescentes, aqui, vai além da música. Elas aprendem disciplina, respeito, cidadania, e esse trabalho, junto com os pais e a comunidade escolar, resultam em prevenção à violência”, ressaltou Palheta.

Ao final dos primeiros módulos de musicalização, a primeira turma formará a banda de música do quartel no habitacional. Para a dona de casa Suzelly Arrelias, o resultado principal é que mais beneficiários poderão ser alcançados e ter o estímulo das atividades musicais associadas à aprendizagem cidadã no Macapaba.

“Aguardamos ansiosos por um projeto assim na nossa comunidade, que agora está ajudando os nossos jovens. Nós temos visto que nossos filhos aprendem disciplina, caráter, respeito, e isso chega para os nossos lares”, comemorou.

De acordo com o filho de Suzelly, Miguel Henrique, de 12 anos, as atividades do Música na Comunidade ocupam um tempo precioso, onde valores importantes são ensinados.

“Eu gosto de chamar esse projeto de ‘Salva Vidas’, porque as crianças em vez de estar na rua aprendendo coisas erradas, estão aqui. É algo que pode salvar vidas mesmo”, contou o participante.

Quem também comemora os bons resultados do projeto é o vigilante Antônio Aurélio. O pai assiste aos ensaios da filha, Maria Sophia, sempre que pode e, para ele, é motivo de tranquilidade acompanhar o ambiente que acolhe a menina.

“É muito bom para o desenvolvimento da criança, não apenas no que diz respeito à música. Projetos assim reforçam valores essenciais para a vida, e ter um filho convivendo com outras crianças que tem os bons ensinamentos reforçados, é gratificante”, celebrou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá